COMO PERDER O MEDO NAS CONFERENCE CALLS EM INGLÊS

Tenho trabalhado com alunos da área de negócios há mais de 15 anos. Alunos de diferentes indústrias: Finanças, Auditoria, Farmacêutica, Hotelaria, Controle de Qualidade, Química Industrial, etc.

E em muitos deles acompanhei a angústia que representava a participação ativa numa reunião feita pot telefone, ou como se fala em inglês: CONFERENCE CALLS.

Nem penso em ensinar o padre nosso ao vigário. Os executivos com os quais trabalhei ou trabalham, são profissionais dotados de um alto grau de expertise e especialização, cada um na sua respectiva área. Portanto, a insegurança manifestada não tinha como causa, a falta de conhecimento a respeito do tema da reunião; nem mesmo a incapacidade de expor de forma lógica e coerente os temas necessários para os seus clientes ou seus colegas estrangeiros. Não! Nenhuma dessas razões explicam a paura em realção a essas conference calls que se tornaram corriqueiras e até mesmo diárias na vida dos executivos no Brasil e no mundo.

O que eu gostaria de compartilhar são, na verdade, algumas dicas de como ter um desempenho efetivo durante essas reuniões. E aqui vão as sugestões para ter uma melhor performance nesses eventos.

  1. Prepare, se possível em inglês os tópicos que precisaram ser discutidos. E quando iniciar a reunião, informe os participantes sobre os temas e a ordem em que serão debatidos. Dessa forma, todos saberão de antemão, quando poderão intervir ou interromper num tema que lhes diga respeito.
  2. Ouça atentamente a outra parte e tome nota de expressões, palavras chaves e quando a outra pessoa terminar de falar. Faça um GO OVER, ou seja, repita para o participante o que você entendeu do que ele falou, focando nas expressões chaves que você tomou nota. Não tenha vergonha ou medo de conferir o que foi discutido. Perguntar por não compreender exatamente o que foi dito ou para simplesmente ter certeza de que entendeu corretamente, não significa que seu inglês é pobre e que por isso você não entendeu. Ademais, a outra parte não se sentirá incomodada com as perguntas. Acredito que, pelo contrário, ela ficará muito feliz em certificar-se de que a mensagem por ela passada foi compreendida na sua totalidade.
  3. Diga sem vergonha alguma, de que não entendeu. Existem expressões bastante usuais, que você pode usar para dizer que não compreendeu: Exemplo: ” I´m sorry, I am not following you.” “Could you say that again, please?” e “Could you repeat it, please?”
  4. E por último, para manter o seu instrumento de trabalho nas conference calls afinado, ouça música em inglês, assista filmes, as apresentações da TED, etc. O seu ouvido – seu instrumento – precisa estar sempre aquecido e afinado para que quando inciar a reunião em inglês, ele já esteja a postos. Se quiser, pode ver outras dicas que demos sobre como melhorar o seu Listening.

E se quiser ler um pouco mais sobre as outras habilidades, é só clicar no link abaixo:

Quero saber um pouco mais a respeito

Boa leitura. E você? quais são as suas dificuldades nessas reuniões em inglês? Conte para gente.

Paulo Cesar Vicente – Sócio – Proprietário da FAST ENGLISH.

Compartilhe:

Você também poderá gostar:

Deixe seu comentário!